coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Brasil pode criar fundo soberano de US$10 bi, diz Mantega

Recursos permitirão ao País buscar investimentos seguros e de maior rendimento; Congresso deve votar medida

Adriana Garcia e Walter Brandimarte, da Reuters,

22 de outubro de 2007 | 08h04

O Brasil pode criar um novo fundo soberano para administrar parte de suas reservas internacionais, provavelmente com um volume de US$ 10 bilhões, afirmou no domingo, 21, o ministro da Fazenda, Guido Mantega.   Segundo Mantega, o governo tentará aprovar este ano no Congresso a criação do fundo, que permitirá ao País buscar investimentos seguros, mas de maior rendimento. "O fundo poderá ter uns 10% a 15% das reservas", afirmou Mantega a jornalistas em Washington, onde participou das reuniões de outono do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial.   "Para começar, US$ 10 bilhões seria um número razoável, mais isso ainda não foi concluído", acrescentou.   Mantega disse que o país alcançou um patamar de reservas internacionais "confortável" de US$ 162 bilhões, e sugeriu que algo entre US$ 170 bi e US$ 180 bilhões seria "suficiente".   Banco Central   Segundo o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, o forte acumulo de reservas internacionais pelo Brasil mostrou-se "extremamente válido" para proteger a economia das turbulências internacionais. Meirelles confirmou que o governo estuda a criação de um fundo soberano que será estabelecido quando as reservas atingirem um nível confortável, que será determinado pelo governo.   Nos últimos dois anos, as reservas brasileiras registraram um aumento de US$ 100 bilhões, para US$ 162 bilhões. A maior parte destes recursos é aplicada em títulos do Tesouro norte-americano. Para Meirelles, as reservas "garantem a solvência e liquidez do país em momentos de crise".   "Isso se provou extraordinariamente útil para o país, muito mais do que os custos de manter essas reservas", disse Meirelles a jornalistas em Washington, onde participou das reuniões do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial.

Tudo o que sabemos sobre:
MantegaBrasilreservas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.