Brasil precisa consolidar expansão sustentável, diz Meirelles

Para o presidente do BC, essa atenção é necessária porque o processo do término da crise ainda não encerrou

Célia Froufe, da Agência Estado,

30 de setembro de 2009 | 12h49

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, afirmou nesta quarta-feira, 30, momentos antes de formalizar sua filiação ao PMDB de Goiás, que o Brasil precisa consolidar seu crescimento sustentável para continuar o processo de saída da crise financeira internacional. "O Brasil tem que manter a rota, e o gerenciamento de saída da crise tem que ser bem feito para evitar recaídas", disse.

 

Na avaliação do presidente do BC, essa atenção é necessária porque o processo do término da turbulência externa ainda não terminou por completo. "O mundo é sujeito a incertezas", considerou. Questionado por um repórter sobre como ficaria "o sonho" de se candidatar a governador de Goiás, Meirelles respondeu: "No momento, meu sonho é tirar o Brasil da crise".

 

Poucos minutos depois, ele afirmou que não está em seus planos a candidatura ao governo do Estado. "A possibilidade de me candidatar a governador está descartada", disse, acrescentando que essa hipótese seria incompatível para uma pessoa que exerce o cargo de presidente do BC. Na avaliação de Meirelles, para sair candidato a governador, ele precisaria deixar o cargo neste momento, o que garantiu que não fará. "Enquanto estiver no Banco central, sou presidente do Banco Central", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.