Brasil quer exportar US$ 30 bi para a China em 2010

Atingir US$ 30 bilhões em exportações para a China em 2010 é a meta que o governo brasileiro vai anunciar no dia 3 de julho, em solenidade na Confederação Nacional da Indústria (CNI) que reunirá empresários brasileiros, informou hoje à Agência Estado o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Welber Barral.Na reunião, segundo o secretário, será apresentado um relatório organizado pelo governo brasileiro em parceria com o chinês e o Conselho Empresarial Brasil-China, com um cronograma de atividades para atração de investimentos chineses para o Brasil e promoção do comércio Brasileiro na China.Até 2006, a balança comercial bilateral era superavitária para o Brasil. Mas, em 2007, o Brasil teve um déficit de US$ 1,8 bilhão: enquanto as vendas brasileiras para a China somaram US$ 10,7 bilhões, as compras de produtos chineses pelo Brasil totalizaram US$ 12,6 bilhões. No acumulado de janeiro a maio deste ano (2008), a balança comercial Brasil/China já registra um déficit para o lado brasileiro de US$ 1,45 bilhão. As exportações somaram US$ 5,7 bilhões no período, enquanto que as importações feitas pela China foram de US$ 7,1 bilhões."Neste relatório, fizemos um cruzamento de pauta: quais são os setores na China onde há possibilidade de expansão de exportações brasileiras e quais são os setores no Brasil onde poderia haver investimentos chineses", explicou Barral. O documento será apresentado também em Pequim, no dia 11 de julho, para empresários chineses.Barral contou que o relatório lista todas as ações que o governo brasileiro adotará nos próximos três anos. "Estamos listando com antecedência todas as missões empresariais, feiras, eventos e missões oficiais que pretendemos fazer, criando as oportunidades", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.