Brasil recebe missão da OCDE para avaliar cenário agrícola

O Brasil recebe na próxima semana uma missão considerada inédita da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) para avaliar o cenário agrícola do País. A missão, com 30 representantes de 25 países integrantes da OCDE, terá uma série de reuniões na cidade de São Paulo, na segunda terça-feiras (25 e 26) próximas, e de visitas nas regiões de Ribeirão Preto (SP), dias 26 e 27, e Rondonópolis, dia 28. OCDE é órgão internacional que reúne os 30 países mais industrializados do mundo. Juntas, essas nações representam 65% do PIB mundial e concedem US$ 1 bilhão por dia de subsídios aos seus agricultores, o que as tornou alvo de críticas dos países agrícolas emergentes, como o Brasil, por exemplo. O Brasil não integra a entidade, mas participa de alguns comitês, como o da Agricultura, como país consultor.O convite para a visita da missão da OCDE foi feito há um ano pelo ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, e a visita vem sendo tratada pelos organizadores como uma forma de os países membros da entidade admitirem que subestimaram o potencial agrícola brasileiro."Dentro da OCDE, a avaliação do cenário agrícola de qualquer país é feita mais por meio de modelos econométricos e menos por avaliações práticas. Por isso, esses países se surpreenderam com o crescimento do agronegócio brasileiro e estão enviando formadores de opinião para cá", disse Mônika Bergamaschi, secretária-executiva do Conselho do Agronegócio (Consagro) do Ministério da Agricultura e diretora da Associação Brasileira do Agronegócio de Ribeirão Preto (ABAG-RP).A agenda final da visita ainda está sendo definida, mas em São Paulo os integrantes da missão da OCDE irão se reunir com técnicos da Embrapa, do Instituto de Pesquisas Econômicas Avançadas (Ipea) e do Ministério da Agricultura. Na região de Ribeirão Preto, farão visitas a fazendas produtoras de cana, laranja, grãos e de pecuária, além de unidades processadoras desses produtos e fábricas de máquinas agrícolas. Já em Rondonópolis conhecerão cooperativas e campos de produção de grãos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.