Brasil recebeu quatro milhões de turistas em 2003

Depois de cinco anos alternando períodos de altos e baixos, o turismo de estrangeiros no País começa a dar sinais de reação mais consistente. No ano passado, a quantidade de turistas de outros países que visitaram o Brasil cresceu 8% em relação a 2002 e foi a maior desde 2000: 4,09 milhões. Os gastos realizados por eles somaram US$ 3,385 bilhões e representaram um crescimento de 8,45% ante os US$ 3,120 bilhões verificados no ano anterior. É o maior valor em dez anos. Os números fazem parte de um levantamento sobre o perfil dos estrangeiros que visitam o País em 2003 feito pelo Ministério do Turismo e pela Embratur. Os dados do governo mostram ainda que o bom desempenho da indústria do turismo está se mantendo este ano. Segundo o diretor de Estudos e Pesquisa da Embratur, José Francisco de Salles Lopes, no primeiro semestre de 2004, o turismo representa a terceira principal fonte de ingresso de dólares no Brasil. Os dados oficiais do Banco Central apontam que as receitas com turistas estrangeiros alcançaram US$ 1,625 bilhão, no período, o que coloca o setor na terceira posição na pauta de exportações. Em primeiro lugar está a soja em grão. Já o farelo de soja. "O aumento da receita é muito consistente a partir de junho do ano passado. De lá para cá, não tivemos ingressos mensais inferiores a US$ 200 milhões. Esse valor nunca havia sido atingido anteriormente", diz Lopes. O gasto diário médio per capita dos turistas estrangeiros, que até 1999 não ultrapassou o patamar dos US$ 70, também registra aumento, de acordo com o estudo. Depois de alcançar a quantia de US$ 84,38, em 2000, a média diária caiu para US$ 81,21 em 2001, voltando a se recuperar em 2002 para US$ 86,17. No ano passado, de acordo com a Embrapa, essa despesa cresceu 2,11%, alcançando US$ 87,99.

Agencia Estado,

27 de julho de 2004 | 02h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.