Brasil recupera obras de arte do Banco Santos

O governo brasileiro recebeu hoje dos Estados Unidos obras de arte que pertenciam à coleção do ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira. Um quadro do pintor norte-americano Roy Lichtenstein e outro do uruguaio Torres García, avaliados em US$ 4 milhões, haviam sido levados para os EUA pelo ex-banqueiro após a Justiça brasileira ter determinado o sequestro de seus bens depois da quebra do Banco Santos, em 2005.

LUCIANA XAVIER, Agencia Estado

21 de setembro de 2010 | 15h09

A repatriação será possível graças a um acordo de cooperação jurídica internacional entre os dois países. Cid Ferreira foi condenado a 21 anos de prisão após ter sido acusado de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e gestão fraudulenta, além de ser processado por manter contas ilegais no exterior. Ele responde em liberdade, mas seus bens fazem parte da massa falida do Banco Santos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.