JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Brasil registra déficit em conta corrente de US$ 10,6 bi em janeiro

No acumulado dos últimos 12 meses, o saldo das transações correntes está negativo em US$ 90 bilhões, o que representa 4,17% do PIB

Célia Froufe, Laís Alegretti, O Estado de S. Paulo

24 Fevereiro 2015 | 10h48


BRASÍLIA - O ano de 2015 começou com um déficit das transações correntes do Brasil de US$ 10,654 bilhões, em janeiro - informou o Banco Central nesta terça-feira, 24. No acumulado dos últimos 12 meses até janeiro deste ano, o saldo das transações correntes está negativo em US$ 90,358 bilhões, o que representa 4,17% do Produto Interno Bruto (PIB).  

A transações correntes registram o saldo das transações comerciais, de bens e serviços, e de transferências (doações) ao País.

O resultado ficou próximo da mediana das estimativas coletadas pela Agência Estado para o resultado, negativa em US$ 10,9 bilhões. O intervalo da amostragem ia de déficit de US$ 9,5 bilhões a US$ 11,5 bilhões. A estimativa do Banco Central para o acumulado de 2015 é que as transações correntes encerrem o ano com déficit de US$ 83,5 bilhões.

O BC projetou no mês passado que o déficit de janeiro seria de US$ 10,8 bilhões. Segundo o chefe do departamento econômico da instituição, Tulio Maciel, janeiro é sazonalmente um mês de resultados negativos para o setor externo. No primeiro mês do ano passado, o resultado do setor externo também havia ficado negativo, em US$ 11,584 bilhões, recorde histórico da série do BC.

De acordo com a autoridade monetária, a conta de rendas em janeiro ficou negativa em US$ 3,965 bilhões. Já a conta de serviços foi negativa em US$ 3,612 bilhões no período. A balança comercial teve saldo negativo de US$ 3,174 bilhões. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.