Brasil reitera respeito às decisões da Bolívia, diz agência

O ministro de Minas e Energia do Brasil, Silas Rondeau e o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, reiteraram seu "absoluto respeito" as decisões soberanas do governo boliviano manifestadas no decreto supremo 28701 (da nacionalização das companhias petrolíferas), diz hoje a primeira página de internet da Agência Boliviana de informação (ABI).A agência acrescenta que será formada uma comissão bilateral de alto nível, para discutir um acordo que será implementado sobre as novas normas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.