Brasil retomará posição de maior receptor de investimento na AL

O Brasil deve retomar neste ano sua posição de maior receptor de investimentos estrangeiros diretos na América Latina, superando o México, afirmou hoje o ministro do Planejamento, Guido Mantega, em sua participação no Fórum Infra 2004, promovido pela Agência Estado e IBC. O ministro disse que os contatos que vêm sendo feitos entre o governo e o setor privado mostram que o investidor considera as regras em elaboração para as Parcerias Público-Privadas (PPP) suficientes para dar garantia e grande rentabilidade.De acordo com Mantega, os investimentos em infra-estrutura no Brasil têm taxa de retorno real entre 12%, valor bem acima da remuneração obtida em aplicações financeiras. A renda fixa hoje, exemplificou o ministro, oferece uma remuneração média real de 8%.Segundo o ministro, o projeto de PPP que tramita no Senado deve ser votado logo após a desobstrução da pauta pelo salário mínimo. Ele acredita que o projeto será aprovado antes do recesso parlamentar de julho.Mantega afirmou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua equipe levam na bagagem, para Nova York , fundamentos sólidos e projetos de investimento em infra-estrutura, com rentabilidade assegurada tanto por demanda quanto por garantias do Fundo Fiduciário que será criado no âmbito da PPP. Para o ministro, já neste ano, devem ser viabilizados os primeiros grandes projetos no âmbito das PPPs.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.