Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Brasil só aceita Alca se for benéfica, diz Furlan

O ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, afirmou hoje que o governo brasileiro só levará adiante a negociação para a criação da Alca se "concretamente" for benéfica para o País. "Se para isso o prazo é insuficiente o Brasil, não é obrigado a fazer um casamento na delegacia. Nós vamos para um acordo, desde que as nossas posições sejam contempladas", disse o ministro, depois de participar de audiência na Comissão de Economia da Câmara dos Deputados.Em relação a falta de disposição dos Estados Unidos de negociar um acordo bilateral com o Mercosul, anunciado pelo representante comercial do governo norte-americano, Roberto Zoellick, Furlan disse que prefere esperar a audiência que terá com Zoellick ainda hoje e ouvir dele suas idéias. Furlan disse que na semana que vem estará em Washington, onde se encontrará com várias autoridades do governo norte-americano. "Isso aí (discussões sobre a Alca) é uma situação de moto-contínuo que não vai se esgotar hoje", disse.

Agencia Estado,

28 de maio de 2003 | 15h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.