Juros

E-Investidor: Esperado, novo corte da Selic deve acelerar troca da renda fixa por variável

Brasil sobe de posição no ranking

País é 22.º maior exportador, mas mantém fatia de 1,2%

Jamil Chade, O Estadao de S.Paulo

24 de março de 2009 | 00h00

O Brasil sobe no ranking dos maiores exportadores e importadores, mas ainda conta com apenas 1,2% do comércio mundial. Segundo a Organização Mundial do Comércio (OMC), o País terminou 2008 como o 22º maior exportador mundial, uma posição acima da registrada em 2007.Já as importações brasileiras cresceram três vezes mais que a média mundial. A parcela dos países emergentes no comércio mundial bateu recorde em 2008, com 38% das exportações. Em 2008, as exportações brasileiras aumentaram 23% em valores, superando a média mundial de crescimento de 15% e ficando acima das taxas de expansão dos Estados Unidos, da Alemanha e da China, que cresceram 17%. O Brasil exportou US$ 198 bilhões.O País, porém, mantém a mesma parcela da fatia do comércio mundial que tinha em 2007. A taxa é inferior à participação de 20 anos atrás. O Brasil ainda é superado pela Malásia, Suíça e México, o país latino-americano mais bem posicionado no ranking, na 16ª posição.No topo do ranking, a Alemanha ainda lidera como a maior exportadora, com US$ 1,47 trilhão. A China praticamente se igualou, com vendas de US$ 1,43 trilhão. A participação alemã no comércio mundial é de 9,1%. A China tem 8,9%, ante 8,1% dos EUA, terceiro maior exportador.A América do Sul contribuiu pouco para a expansão da participação dos países emergentes no comércio mundial. Segundo a OMC, a região teve expansão de 1,5% nas exportações em 2008. Já as importações aumentaram 15,5%. O crescimento nas importações sul-americanas foi a maior do mundo.O Brasil também subiu no ranking dos importadores, com alta de 44%, três vezes maior que a média mundial. Com US$ 183 bilhões em importações, o País fechou 2008 na 24ª posição, com 1,1% das compras mundiais. Em 2006, ocupava a 29ª posição e, em 2007, a 27ª. NÚMEROSUS$ 198 bilhões foi o valor das exportações brasileiras em 200823 % foi o crescimento das exportações44 % foi o crescimento das importações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.