finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Brasil tem resultado fiscal recorde no 1o semestre

A economia feita pelo setor públicobrasileiro para o pagamento de juros foi recorde no primeirosemestre do ano, refletindo o crescimento das receitas e odesempenho das estatais, mostraram dados do Banco Central nestaterça-feira. No período, o superávit primário atingiu 71,674 bilhões dereais, maior volume da série histórica do BC, iniciada em 1991.No primeiro semestre do ano passado, a cifra foi de 57,154bilhões de reais. Todas as esferas de governo apresentaram resultado recordeno semestre. No caso do governo central, que teve superávit de 44,116bilhões de reais, o desempenho tem sido impulsionado pelocrescimento da arrecadação tributária, segundo avaliação feitapelo Tesouro Nacional na segunda-feira. Os governos regionais, com superávit primário de 19,574bilhões de reais, também têm sido favorecidos pelo crescimentodas receitas com ICMS e das transferências federais "em linhacom o nível de atividade", afirmou o chefe do DepartamentoEconômico do BC, Altamir Lopes. As estatais tiveram um superávit de 7,985 bilhões de reaisno semestre. Como reflexo da redução do juro básico do país, ovencimento de juros foi de 78,854 bilhões de reais, ou 6,49 porcento do PIB, de janeiro a junho, ante 81,640 bilhões de reais,ou 6,89 por cento do PIB, no mesmo período de 2006. Com isso, o resultado nominal foi deficitário em 7,179bilhões de reais, menor valor para o primeiro semestre desde1993. META O resultado acumulado em 12 meses corresponde a 4,3 porcento do PIB, valor ainda bem superior à meta de 3,8 por centodo PIB fixada pelo governo para o ano --que pode ser reduzida a3,35 por cento do PIB com o abatimento das despesas previstasno Projeto Piloto de Investimentos (PPI). Lopes destacou, no entanto, que a tendência é que asdespesas acelerem no segundo semestre, reduzindo o primário. Em junho, o setor público fez um superávit primário de11,647 bilhões de reais, melhor resultado para o mês, ante10,444 bilhões de reais em igual período do ano passado. O resultado foi superior aos vencimentos de juros. Comisso, o setor público teve superávit nominal de 677 milhões dereais em junho. O BC informou ainda que a dívida líquida total do setorpúblico atingiu 44,3 por cento do PIB em junho, ante 44,7 porcento em maio. A projeção do BC é de que a dívida fique estávelem julho e termine o ano em 44,5 por cento do PIB.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.