Brasil terá 300 milhões de celulares em 2013, diz Anatel

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) prevê que, em 2013, o Brasil alcance a marca de 300 milhões de celulares. Em 2009, o número foi de 175 milhões e a expectativa é que 2010 termine com 190 milhões de linhas. A estimativa é do gerente de regulação da Anatel, Bruno Ramos, que participou hoje do Fórum Nacional no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

MÔNICA CIARELLI, Agencia Estado

20 de maio de 2010 | 16h06

Esse crescimento, segundo ele, é fruto da maior competitividade no setor. Ramos lembra que a Anatel lançou a portabilidade numérica, que permite que o cliente mude de operadora e permaneça com o mesmo número de telefone.

De acordo com o executivo, desde o leilão da tecnologia 3G, em 2007, o governo vem priorizando metas de ampliação de cobertura em detrimento do preço. Nessa licitação, por exemplo, a Anatel exigiu a cobertura de todos os municípios sede em dois anos após a assinatura do contrato de concessão.

Tudo o que sabemos sobre:
celularesBrasiltecnologiaAnatel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.