coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Brasil vai trazer camarão da Argentina

O governo brasileiro vai liberar, ainda neste semestre, a importação da camarão da Argentina. A informação foi dada pelo ministro da Pesca, Marcelo Crivella. Durante visita a uma colônia de pescadores na cidade de Nísia Floresta (a 40 quilômetros de Natal), ele disse acreditar que a importação do camarão não trará retração para o mercado brasileiro.

ANNA RUTH DANTAS , ESPECIAL PARA O ESTADO / NATAL, O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2013 | 02h06

O ministro detalhou que a importação será limitada a 5 mil toneladas. "Não impacta (o mercado nacional) porque o nosso mercado é de 100 mil toneladas. O camarão que está vindo de lá é do mar, o camarão do Rio Grande do Norte (segundo maior produtor do país) é de cultivo. Não há preocupação, o mercado absolverá isso", disse Crivella.

Em tom de provocação, o ministro questionou: "Nós vamos ter medo da Argentina?". "O mercado é amplo, estamos com 100 mil toneladas. Vamos ficar com medo de 5 mil toneladas da Argentina? Foi a presidente que abriu (o mercado), precisava estender a mão para Argentina no momento em que eles estão em uma crise tremenda", analisou.

Para o ministro da Pesca, o Brasil, como o maior país da América do Sul, tem o dever de ajudar "os menores". Ele também garantiu que todas os cuidados com a barreira sanitária serão adotados pelo governo brasileiro. "Todas as importações (da Argentina) serão inspecionadas pelo meu ministério. Se houver qualquer risco de doença serão interrompidas", ressaltou.

Marcelo Crivella lembrou que a ideia inicial da presidente Dilma Rousseff era liberar 20 mil toneladas de camarão para importação da Argentina. Mas, após as ponderações do ministério, o limite foi reduzido para 5 mil toneladas. Para ele, as medidas de incentivo do governo federal para o produtor local, inclusive com no financiamento, poderão aumentar a produção de camarão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.