Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Brasil vê moagem recorde de cana e queda no rendimento

Chuvas que prejudicaram produção no centro-sul não devem impedir volume recorde, segundo a Conab

Ana Paula Paiva e Roberto Samora, da Reuters,

15 de dezembro de 2008 | 18h11

A moagem de cana-de-açúcar no Brasil em 2008/09 deverá atingir um volume recorde de 571,4 milhões de toneladas, mesmo com as chuvas que prejudicaram a produção no centro-sul, informou nesta segunda-feira a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).   Apesar do aumento no volume moído em relação à estimativa de setembro de 558,7 milhões de toneladas e ao volume da safra passada (501,5 milhões de toneladas), a Conab identificou um menor rendimento da cana, o que afetou os números de produção de açúcar e álcool.   "Clima muito chuvoso, especialmente no período inicial da moagem (no centro-sul), que atrasou o ritmo de processamento da colheita resultando em um menor rendimento médio em sacarose (ATR) da safra" e "atraso no cronograma de funcionamento de muitas unidades de produção" afetaram a temporada, informou a Conab em um relatório.   "A conseqüência imediata da ação desses fatores adversos está no volume recorde de cana madura que não será cortada nesta temporada, cujo total estimado se aproxima de 27,7 milhões de toneladas e corresponde a 5,5 por cento da safra regional (centro-sul), e remanescerá no campo para ser colhida na próxima temporada", acrescentou a estatal.   Dessa forma, no terceiro e último levantamento da safra 08/09, a Conab informou que a produção de açúcar no Brasil ficará em 32,1 milhões de toneladas, queda ante as 32,8 milhões de toneladas da previsão anterior.   Em 2007/08, o Brasil produziu 31,3 milhões de toneladas de açúcar. Apesar da queda ante o levantamento de setembro, a produção de açúcar deve ser recorde, segundo a Conab.   A produção de álcool no país foi estimada em um recorde de 26,6 bilhões de litros, queda ante os 27,1 bilhões de litros previstos em setembro. Segundo a Conab, a produção de álcool do Brasil foi de 23 bilhões de litros em 07/08.   CENTRO-SUL E NORDESTE   A moagem no centro-sul do país, que produz a maior parte da cana brasileira e está no estágio final, foi estimada em 502,2 milhões de toneladas, contra 487,4 milhões de toneladas em setembro. A produção de açúcar do centro-sul foi prevista em 27,1 milhões de toneladas, contra 27,8 milhões em setembro.   Em 07/08, o centro-sul produziu 26,4 milhões de toneladas. Já a produção de álcool do centro-sul foi prevista em 24,32 bilhões de litros, ante 24,5 bilhões em setembro. O centro-sul produziu 20,8 bilhões de litros em 07/08, de acordo com a Conab.   A moagem de cana no Nordeste, que ainda está em andamento, foi estimada em 69,2 milhões de toneladas, contra 71,3 milhões de toneladas no levantamento de setembro.   A produção de açúcar do Nordeste ficou em 5 milhões de toneladas, contra 4,97 milhões de toneladas estimadas anteriormente.  Já a de álcool do Nordeste foi estimada em 2,27 bilhões de litros, ante 2,6 bilhões de litros em setembro.

Tudo o que sabemos sobre:
Cana-de-AçúcarAgricultura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.