finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Brasil volta a ter déficit nas contas externas

O Brasil voltou a registrar déficit emsuas transações com o resto do mundo em outubro, após doismeses de superávit, mas o resultado veio melhor do que oesperado pelo Banco Central e pelos analistas do mercado. O déficit em transações correntes foi de 42 milhões dedólares no mês passado, ante resultado positivo de 1,536 bilhãode dólares em outubro do ano passado, informou o Banco Centralnesta quarta-feira. Analistas consultados pela Reuters esperavam um déficit de100 milhões de dólares, de acordo com a mediana das projeções,e o próprio BC havia estimado para outubro um déficit de 500milhões de dólares. Os investimentos estrangeiros diretos no país continuaramrobustos em outubro e somaram 3,188 bilhões de dólares, frentea 1,722 bilhão de dólares em igual mês de 2006. Os ingressos líquidos em investimentos estrangeiros emcarteira somaram 6 bilhões de dólares. As remessas líquidas de lucros e dividendos, que têmpressionado as contas externas nos últimos meses como reflexodo real valorizado, somaram 2,201 bilhões de dólares emoutubro, frente a 902 milhões de dólares há um ano. No acumulado em 2007, essas remessas já somam 15,984bilhões de dólares. Em 12 meses até outubro, o superávit em transaçõescorrentes corresponde a 0,60 por cento do Produto Interno Bruto(PIB), ante superávit de 0,74 por cento do PIB em 12 meses atésetembro. (Reportagem de Isabel Versiani; Edição de Renato Andrade)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.