Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Brasileiro ganhou em média R$ 1.052 por mês em 2014, diz IBGE

Pnad Contínua considerou renda per capita em domicílios; maior resultado é do DF, de R$ 2.055 por pessoa, e menor é do Maranhão, de R$ 461

Daniela Amorim, O Estado de S. Paulo

26 Fevereiro 2015 | 09h53

RIO - O rendimento nominal mensal domiciliar per capita foi de R$ 1.052 no País em 2014, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada nesta quinta-feira, 26, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No Distrito Federal, o resultado foi de R$ 2.055, o maior alcançado. O mais baixo foi o do Maranhão, apenas R$ 461.

Em São Paulo, o rendimento domiciliar per capita foi de R$ 1.432. No Rio de Janeiro, ficou em 1.193, e, em Minas Gerais, R$ 1.049. O dado passa a ser usado como base para o rateio do Fundo de Participação dos Estados, de acordo com a legislação vigente.


O indicador foi responsável pela maior crise institucional no órgão. Em 10 de abril de 2014, a presidente do IBGE, Wasmália Bivar, anunciou a suspensão das divulgações seguintes da Pnad Contínua com objetivo de fazer uma revisão na metodologia de coleta e cálculo da renda domiciliar per capita pela pesquisa. 

Motivada por questionamentos dos senadores Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Armando Monteiro (PTB-PE), a decisão levantou suspeitas de ingerência política no órgão, desencadeando uma reação imediata do corpo técnico do instituto. Duas diretoras pediram exoneração e coordenadores ameaçaram uma entrega coletiva de cargos caso as divulgações não fossem retomadas.

Em 26 de maio do ano passado, servidores do IBGE entraram em greve, que se estendeu até 13 de agosto, prejudicando a divulgação de pesquisas como a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), que publica mensalmente a taxa de desemprego para as seis maiores regiões metropolitanas do País, e da própria Pnad Contínua. Em 19 de setembro, o IBGE convocou entrevista coletiva de emergência para anunciar graves erros estatísticos na Pnad 2013, pesquisa anual que havia sido divulgada no dia anterior.

Mais conteúdo sobre:
IBGErenda per capita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.