Brasileiro gasta por impulso

O Point-of-purchase Advertising Institute (Popai-Brasil), entidade dedicada a estudos de marketing em ponto-de-venda realizou pesquisa sobre hábitos de consumo. No capítulo Brasil, constatou que nada menos que 54% dos brasileiros admitem que, quando vão às compras, gastam, por impulso, em média, 12% mais que o que pretendiam. Além disso, 73% vão sem lista ao supermercado, e 85% optam pela marca só no ato da compra."As pesquisas mostram, também, que ir às compras do mês, principalmente nas classes de menor poder aquisitivo, é opção de lazer para a família inteira", conta o presidente do Popai-Brasil, Gilberto Strunck. Segundo os levantamentos, no caso dos hipermercados, 71% dos compradores vão acompanhados, sendo que as crianças são 35% do total e os adolescentes, 25%. Disso, 74% percorreram toda ou quase toda a loja.De olho nesse potencial, os especialistas em marketing vêm desenvolvendo cada vez mais ações de comunicação em ponto-de-venda. Hoje, as verbas investidas em comunicação fora da mídia tradicional, estimadas em R$ 15 bilhões por ano, são 10% maiores que as destinadas à propaganda formal. A perspectiva de que a tendência se mantenha no Brasil e a conseqüente necessidade de otimizar os recursos disponíveis, com moderna tecnologia e criação especializada, são a base das discussões previstas para o seminário "PDV no Marketing Mix", evento que se realizará na semana que vem, de segunda a quarta-feira, no hotel Meliá, em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.