finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Brasileiro João Sayad perde eleição no BID

O embaixador da Colômbia nos Estados Unidos, Luis Alberto Moreno, venceu a eleição para a presidência do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), realizada hoje, em Washington, com apoio de 20 dos 28 votos dos votantes. O candidato brasileiro João Sayad perdeu.Dois fatos deram impulso ao colombiano nas últimas 48 horas: por um lado, a forte inclinação do Canadá e do México de acompanhar os Estados Unidos e dar-lhe seu voto, a despeito do comunicado que o ministério das Finanças mexicano divulgou em 8 de junho, no qual afirmou que Moreno "não é pessoa qualificada para desempenhar a complexa responsabilidade de presidir o BID".Há ainda a decisão do Uruguai de negar seu voto ao candidato do Brasil, o economista João Sayad, atual vice-presidente licenciado do BID, e apoiar Moreno. Este desfecho estava previsto, depois que o Uruguai abandonou o seu apoio ao Brasil e o México e a Venezuela decidiram votar em Moreno. Este desfecho vem na esteira de dois insucessos da política externa, ou seja a tentativa frustrada de eleição de um dirigente brasileiro para a OMC e a dificuldade para se ter um assento permanente no Conselho de Segurança da ONU.

Agencia Estado,

27 de julho de 2005 | 13h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.