Brasileiro no Banco Mundial aposta no crescimento do Brasil

O diretor-executivo do Banco Mundial e ex-secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Amaury Bier, disse hoje que há espaço para a retomada do crescimento no Brasil nos próximos trimestres. "Essa retomada será resultado das políticas bem-sucedidas adotadas desde os primeiros meses do atual governo", afirmou em seminário em Nova York. No entanto, ele destacou que ainda faltam alguns requisitos para conquistar o crescimento de forma sustentada no longo prazo. "O crescimento sustentado depende de investimentos, produtividade e inovações", afirmou. Para Bier, ainda "é preciso melhorar a eficiência na alocação de recursos da economia brasileira para melhorar o clima de investimentos no País", disse. Para isso, segundo ele, a aprovação das reformas estruturais é fundamental. Ele citou também como fatores importantes para o crescimento sustentado a aprovação da nova Lei de Falência para reduzir o custo do crédito e a necessidade do mercado fornecer financiamento de longo prazo. A questão do comércio internacional também é essencial para o crescimento sustentado brasileiro, disse. "Contudo, não há razões neste momento para estarmos otimistas quanto ao desenvolvimento das conversações em níveis multilaterais de comércio", afirmou, sobre os impasses nas negociações comerciais da OMC.

Agencia Estado,

17 Julho 2003 | 15h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.