AE
AE

Brasileiro vai comandar festival Cannes Lions

O executivo José Papa Neto está, atualmente, no comando da WGSN, empresa de antecipação de tendências do grupo Ascential, o mesmo responsável pela Lions Festivals

O Estado de S.Paulo

02 de agosto de 2016 | 08h37

Um brasileiro estará à frente da empresa Lions Festivals, sediada em Londres, companhia que organiza o Cannes Lions – Festival Internacional de Criatividade, evento que tem o Estadão como representante oficial no País. O executivo José Papa Neto está, atualmente, no comando da WGSN, empresa de antecipação de tendências do grupo Ascential, o mesmo responsável pela Lions Festivals.

Entre as atribuições de Papa no novo cargo estará o festival Cannes Lions, que hoje engloba quatro eventos. Além do maior festival de criatividade do planeta, a marca Lions também engloba três eventos paralelos: o Lions Innovation (dedicado a discutir o que há de mais novo no mercado de tecnologia), o Lions Health (voltado para trabalhos criativos desenvolvidos para o setor de saúde) e o Lions Entertainment (que reúne os maiores nomes do setor de entretenimento). Esses últimos três eventos paralelos foram criados, respectivamente, em 2014, 2015 e 2016.

Além do festival global, a Lions Festivals também é responsável por vários eventos regionais, como eurobest, Dubai Lynx, Spikes Asia e Tangrams. O executivo assume o novo cargo a partir do dia 1.º de setembro, em substituição a Philip Thomas, que havia sido previamente anunciado para a posição de presidente da Ascential Festivals.

Experiência. “A Lions Festivals é o destino global definitivo para criatividade e conhecimento”, disse Papa, no comunicado que anunciou sua escolha para o cargo. “É um privilégio dar continuidade a essa herança e liderar uma nova fase de contínuo sucesso.” O executivo tem larga experiência no setor de comunicação. Foi diretor de estratégia corporativa do Grupo Estado, além de ter atuado em companhias como T4F, ESPN Brasil e Vex.

Tudo o que sabemos sobre:
EstadãoDubaiBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.