Passageiro Raphael Alves
Passageiro Raphael Alves

Brasileiros em Bogotá não conseguem embarcar em voo da Avianca

Casal enfrentou dificuldades também no aeroporto da Ilha de San Andrés, na Colômbia

Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

25 Setembro 2017 | 16h36

Os brasileiros Raphael Alves e Andressa Mayara Macedo foram para a Ilha de San Andrés, na Colômbia, passar a lua de mel. A viagem de retorno estava marcada para a última quinta-feira, 21, mas o casal não encontra voo disponível para retornar ao País.

Ainda na quinta, eles foram informados que o voo de San Andrés para Bogotá havia sido cancelado, por motivo de greve dos funcionários. A Avianca colombiana providenciou um voucher de hotel entre os dias 21 e 24, mas, após uma noite, o casal precisou deixar o local porque a companhia aérea não deixou pagas todas as diárias.

Na sexta-feira, 22, Raphael e Andressa retornaram ao aeroporto de San Andrés. "Cansados e estressados, conseguimos outro voucher de hotel e duas passagens pela Copa Airlines, porém quando fomos embarcar no dia seguinte (sábado), a empresa alegou que a Avianca reservou as passagens, no entanto, não efetuou a compra", reclamou Alves.

Horas depois ainda no sábado, 23, o casal embarcou de San Andrés para Bogotá. Em seguida, pegaria um voo para o Rio de Janeiro, depois Salvador, para, somente então, chegar a São Paulo. Imagens feitas pelo brasileiro mostram a situação de caos no atendimento da Avianca em Bogotá.

No domingo, 24, mais uma surpresa desagradável. "Os atendentes da Avianca disseram que o voo para o Rio havia sido cancelado porque o copiloto passou mal", reforçou Alves.

A reportagem entrou em contato com a Avianca da Colômbia, mas até o momento não recebeu o posicionamento.

Mais conteúdo sobre:
Avianca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.