Brasileiros estão mais pessimistas em maio, diz CNI

Os brasileiros estão ainda mais pessimistas neste mês, segundo pesquisa divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), nesta quinta-feira, 29. O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) caiu 1% ante abril e atingiu o menor valor desde março de 2009. Na comparação com maio de 2013, a queda foi de 5,7%.

LAÍS ALEGRETTI, Agencia Estado

29 de maio de 2014 | 12h18

O índice de expectativa de inflação foi o único que apresentou melhora, com uma alta de 2,9%. Isso significa que, em comparação ao mês passado, cresceu o porcentual de consumidores que esperam queda da inflação nos próximos seis meses.

Os outros índices apresentaram piora na comparação mensal. A maior queda foi no indicador de endividamento, de 3,3%. "A queda do indicador reflete um aumento no porcentual de consumidores que responderam estar com mais dívidas do que nos três meses anteriores", informou a CNI.

Também na comparação mensal, o índice que mede a situação financeira caiu 1,7%, e o que indica compras de bens de maior valor recuou 0,7%. As expectativas quanto ao desemprego caíram 1,6% ante abril e quanto à renda pessoal, 0,4%.

Na comparação com maio de 2013, todos os índices apresentaram queda. O maior foi o de expectativa de desemprego, que caiu 11,8%. O que mede a expectativa de inflação caiu 7,4% e o que mede a perspectiva quanto à renda pessoal caiu 4,7%.

O índice que mede a situação financeira caiu 6,3%, o que indica endividamento recuou 4,3% e o que mede as compras de bens de maior valor diminuiu 2,8%. A pesquisa é feita pela CNI, em parceira com o Ibope Inteligência. Foram ouvidos, segundo a entidade 2.002 pessoas entre 15 e 19 de maio em 140 municípios brasileiros.

Tudo o que sabemos sobre:
CNIexpectativaconsumidormaio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.