Reuters
Reuters

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Brasileiros não querem gastar mais de R$ 100 com presente de Dia das Crianças

Segundo pesquisa, 47% dos entrevistados vê valor como o máximo a ser gasto, para outros 30%, o presente deve ficar entre R$ 100 e R$ 200; Dia das Crianças é a quarta maior data comemorativa do Brasil

O Estado de S.Paulo

06 de outubro de 2016 | 15h04

SÃO PAULO - Os gastos com presentes de Dia das Crianças este ano não devem passar de R$ 100, segundo respondeu a maioria dos entrevistados em estudo online realizado pela plataforma AondeConvem. Esse é o valor apontado por 47% dos pesquisados. Já para outros 30%, o presente deve ficar entre R$ 100 e R$ 200, enquanto 23% pretendem gastar até R$ 50.

O Dia das Crianças é a quarta maior data comemorativa do Brasil, atrás do Natal, Dia das Mães e Dia dos Namorados, e deve movimentar cerca de R$ 7,3 bilhões, segundo levantamento do instituto Ipsos.

De acordo com a pesquisa do AondeConvem, 68,6% dos consumidores disseram que pretendem realizar pesquisas online antes de comprar o presidente de Dia das Crianças. Entre os principais quesitos apontados para a tomada de decisão estão: preço (41%), qualidade do produto (34%), possibilidades de descontos (12,5%) e facilidade de pagamento (11%).

Como é de se esperar para a ocasião, os brinquedos são o item mais visado (94,5%) entre as opções de presentes da pesquisa, seguidos de roupas (2,5%) e cosméticos (2%).

A pesquisa ouviu 11.110 participantes entre os cadastrados do AondeConvem, que já conta com 6,5 milhões de usuários no Brasil. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
SÃO PAULOBrasilNatal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.