finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Brasileiros querem comprar imóveis ou eletrônicos

A recuperação de renda da classe média vem acompanhada de crescimento da oferta de crédito. E, pela primeira vez desde abril de 2005, início da série histórica, no mês passado o Índice Nacional de Confiança, apurado pelo instituto Ipsos Public Affairs para a Associação Comercial de São Paulo, mostrou que o consumidor considera bom o período atual para aquisição de bens de maior valor como um carro ou uma casa.De um total de mil entrevistados, 35% disseram estar muito mais à vontade para adquirir esse tipo de bens, enquanto 32% responderam que se sentem menos favoráveis. Em setembro, o índice apontava o contrário, com 35% das respostas menos favoráveis e 32% mais favoráveis. Em relação às compras de eletrodomésticos, 50% dos consumidores brasileiros disseram estar mais favoráveis, contra 23% menos favoráveis.As perspectivas de renda, emprego e crédito são positivas para 2008, com melhora na situação da classe média, mas o economista-chefe da MB Associados, Sérgio Vale, vê com preocupação a sustentabilidade dessa expansão. "Os gargalos ainda existem e são relevantes, como o mini apagão do gás demonstrou semana passada", diz o economista. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

12 de novembro de 2007 | 10h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.