Adriano Machado/Reuters - 3/4/2018
Adriano Machado/Reuters - 3/4/2018

'Brasileiros têm usado cada vez mais canais eletrônicos para fazer transações', diz Ilan

Presidente do Banco Central defendeu a ideia de que uma melhor educação financeira implica em menor inadimplência, o que contribui para reduzir o custo do crédito

Fabrício de Castro, O Estado de S.Paulo

14 Maio 2018 | 16h56

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou nesta segunda-feira, 14, durante evento sobre educação financeira em Brasília, que os brasileiros têm usado cada vez mais os canais eletrônicos para realizar suas transações, como o internet banking e, especialmente, a telefonia móvel. Segundo ele, os cartões de crédito e de débito continuam substituindo os pagamentos em espécie e, em larga escala, os cheques.

+ Banco Central quer reduzir spread bancário

Goldfajn pontuou ainda que a inovação tecnológica tem propiciado o surgimento de novas instituições, as chamadas fintechs, que atuam na área de serviços financeiros por meios eletrônicos. "Nessa linha, destaco a nova regulamentação das fintechs de crédito, em consonância com os esforços do Banco Central de aumentar a competição no mercado de crédito em todas as suas dimensões", disse Goldfajn. "A Resolução nº 4.656 confere maior segurança jurídica a essas operações e cria condições para a redução do custo do crédito."

Em seu discurso, que abre a 5ª Semana Nacional de Educação Financeira, Goldffajn citou ações e objetivos perseguidos pelo BC no âmbito da Agenda BC+. Ele ponderou, no entanto, que mesmo antes da Agenda BC+, a instituição já vinha trabalhando na cidadania financeira. De acordo com Goldfajn, as ações de educação financeira alcançam, a cada edição da Semana Nacional de Educação Financeira, um número maior de brasileiros. 

+ Evento quer ampliar acesso à educação financeira no País

Goldfajn defendeu ainda a ideia de que uma melhor educação financeira implica em menor inadimplência, o que contribui para reduzir o custo do crédito. 

+ Cadastro Positivo depende de um mercado de crédito competitivo

O presidente do BC participou na manhã de hoje da abertura da 5ª Semana Nacional de Educação Financeira, na sede do Banco Central, em Brasília. O evento vai até o dia 20 de maio e prevê ações educacionais, gratuitas, presenciais e online. A programação está disponível em http://www.semanaenef.gov.br. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.