Braskem e Pequiven fecham parceria na Venezuela

A Braskem anunciou esta noite a constituição de duas empresas, em parceria com a venezuelana Pequiven, para implantação de um projeto petroquímico integrado no Complexo Industrial de Jose, na Venezuela. Conforme a companhia, o anúncio foi feito hoje, em Caracas, durante encontro entre os presidentes da Venezuela, Hugo Chávez, e do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva. Os investimentos nas duas unidades petroquímicas giram em torno de US$ 3,5 bilhões e representam, segundo a Braskem, um passo decisivo em "sua estratégia de internacionalização com objetivo de tornar-se uma das dez principais petroquímicas globais".Em comunicado, a Braskem informa que as empresas serão controladas de maneira paritária e sua produção será destinada ao mercado venezuelano e também para exportação para a Europa, Estados Unidos e costa oeste da América do Sul. A primeira empresa constituída, a Polipropileno del Sur (Propilsur), será responsável pela construção e operação de uma unidade de polipropileno (PP), integrada a uma unidade de desidrogenação de propano. Nesse projeto, cujo início de operação está previsto para o segundo semestre de 2010, o aporte está estimado em US$ 900 milhões. Já a Polietilenos de America (Polimérica) produzirá resina e tem custo estimado de US$ 2,6 bilhões. O projeto deve entrar em operação no segundo semestre de 2012.No comunicado, o presidente da Braskem, José Carlos Grubisich, afirma que "os acordos de acionistas, incluindo as bases para o fornecimento de matéria-prima, definem um marco fundamental na implantação de um dos projetos mais competitivos da petroquímica mundial". Os acordos de acionistas e a criação das empresas deverão ser analisados em breve pelo Conselho de Administração da Braskem. "As bases firmadas pelos acionistas atendem aos critérios de escala global, tecnologia atualizada e acesso a matéria-prima competitiva, permitindo posicionar as empresas no primeiro quartil de custo de produção da petroquímica global", informa o comunicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.