Breves

ELETROELETRÔNICOSDéficit deve chegar a R$ 20 bi em dois anosA importação de componentes elétricos e eletrônicos para o País causou, em 2007, um déficit em todo o setor eletroeletrônico de US$ 14 bilhões. A estimativa da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) é de que o déficit pode chegar a US$ 20 bilhões em 2008. Nos últimos meses houve queda nas importações de componentes eletrônicos (semicondutores e passivos), campeões das importações do setor, porém o quadro se agravou porque o real valorizado estimulou as empresas - em lugar de importar apenas componentes- a importarem placas montadas.COMÉRCIO EXTERIORPequenos clientes do Brasil compram maisApesar de ainda estarem concentradas nos Estados unidos (e crescerem em valor naquele País), as exportações brasileiras se diversificaram em 2007 e tiveram crescimento expressivo em alguns países. Por exemplo, o aumento de 33.749% nas exportações para a Sérvia, de janeiro a novembro do ano passado, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Outro destaque são as vendas para Liechtenstein, que subiram 32.636% no mesmo período. Para a Eritréia, a alta foi de 22.239%. Os valores, no entanto, ainda são pequenos (US$ 98 milhões para os três países somados).NÚMEROS15,8%das exportações brasileiras até 11/2007 foram para os EUA21,1%era o índice em 2004INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICAVenda de veículos cresce na ArgentinaA venda de veículos novos bateu recorde na argentina em 2007, com 570 mil unidades comercializadas -um crescimento de 27% frente a 2006, informou ontem a Associação de Concessionárias de Automóveis da Argentina. O número também ficou 17% acima de 1998, o ano do recorde anterior, com 485.865 unidades."A idéia é melhorar o comércio para a entrada de nosso país no Mercosul"Rodrigo Cabezas, ministro venezuelano, sobre o corte de zeros na moedaCOMBUSTÍVEISB2 trará economia de R$ 410 milhõesSegundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), a chegada do óleo diesel com 2% de biodiesel na mistura (o chamado B2) aos postos trará uma economia de aproximadamente US$ 410 milhões ao ano para o Brasil, por reduzir a dependência externa do diesel de 7% para 5%.A medida que tornou a mistura obrigatória criou um mercado cativo de 800 milhões de litros para este ano e que pode chegar a 2,4 bilhões de litros em cinco anos, quando a mistura deverá ser de 5%. No Brasil, produz-se biodiesel a partir de soja, mamona, girassol, granola e dendê.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.