Breves

PACOTE EMPREENDEDORA ''''semana'''' que vai mobilizar nomes de pesoGrandes nomes do empresariado brasileiro, como Jorge Paulo Lemann e Beto Sicupira (Ambev), Fábio Barbosa (ABN) e Emídio Odebrecht, vão tentar mobilizar 1 milhão de pessoas em torno da Semana Nacional de Empreendedorismo. Serão sete dias de palestras, concursos, encontros entre pequenos e grandes empresários, entre outras atividades. O movimento - apresentado ao grupo pelo diretor da ONG Endeavor, Paulo Veras - é inspirado na semana do empreendedorismo criada pelo primeiro-ministro britânico, Gordon Brown. O evento já tem data: 17 a 23 de novembro de 2008.MAPA PETROQUÍMICOPetrobrás e Unipar: acertos na reta finalEntraram na reta final as negociações entre Petrobrás e Unipar para formação da Companhia Petroquímica do Sudeste (CPS). As empresas estão trabalhando na formatação jurídica da CPS, para a qual serão aportados 80% dos ativos da Unipar. O acordo deve ser fechado antes da conclusão da compra da Suzano pela Petrobrás, previsto para 30 de novembro. Esse é o mês em que a estatal prevê concluir todas as compras na petroquímica.MARCA HISTÓRICANokia perto do seu bilionésimo clienteA finlandesa Nokia, maior empresa de telefonia celular do mundo, está perto de atingir seu bilionésimo cliente. O feito já foi alcançado há tempos por gigantes como McDonald''''s e Coca-Cola. A diferença, segundo reportagem de capa da revista Forbes, é que ninguém sai de casa hoje sem um telefone celular. ''''A Nokia pode ser considerada o maior sucesso de marca da história, pela sua influência e alcance'''', diz a reportagem."A publicação da ata da última reunião do Copom revela claramente que o Banco Central está na contramão"José Dirceu, ex-ministro, dando palpite, em seu blog, sobre manutenção do juro em 11,25%NOVA ORDEM30% é quanto os mercados emergentes (incluindo o Oriente Médio) já representam na economia global. Em 1999, era 19%, segundo relatório do banco Morgan StanleyLUXO SOB SUSPEITAHotel Emiliano, de SP, será investigadoO dono do luxuoso Hotel Emiliano, Carlos Alberto Filgueiras, teve o pedido de anulação de inquérito policial negado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão foi do ministro Eros Grau. Filgueiras é investigado por supostos delitos fiscais. De acordo com o inquérito, o empresário pagaria seus empregados com um cartão denominado ''''flexcard'''' e, com isso, sonegava o Imposto de Renda e contribuições previdenciárias. A defesa de Filgueiras já havia recorrido ao Tribunal Regional Federal da 3ªRegião e ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) com o mesmo pedido, mas não foi bem sucedido em nenhum das duas tentativas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.