Breves

CRISE SEM FIMSubprime dá prejuízo de US$ 3 bi ao BofA A crise imobiliária americana continua a sangrar os resultados das principais instituições financeiras do país. Ontem, foi a vez de o Bank of America (BofA) informar que títulos lastreados em hipotecas provocarão uma baixa contábil de aproximadamente US$ 3 bilhões no quarto trimestre. O executivo-chefe do JP Morgan, Jamie Dimon, disse que a exposição do banco a ativos de estrutura complexa, chamados obrigações de dívida colateral (CDOs), é pequena. Segundo ele, a instituição tem US$ 1,5 bilhão em CDOs, mas nada relacionado a hipotecas de alto risco (subprime).SINAL INVERTIDOVarejo tem primeira queda de preços Os preços do comércio varejista paulistano apresentaram a primeira queda do ano em outubro, de 0,03%, ante setembro, conforme o Índice de Preços no Varejo (IPV) da Federação do Comércio do Estado (Fecomércio). No ano, a alta soma 2,66%. Supermercados, lojas de vestuário, tecidos e calçados, combustíveis e lubrificantes e de eletroeletrônicos foram os principais responsáveis pela queda. Feiras, materiais de construção e decorações impediram que a queda fosse maior. No total, dos 21 segmentos pesquisados, 9 baixaram preços. A maior queda foi nos supermercados (0,30%). FACA DE DOIS GUMES100%foi a valorização do real ante o dólar desde o primeiromandato de Lula e, segundo o Deutsche Bank, a tendência deve continuar em 2008REMESSAS DE EMIGRANTESCada vez mais euros para famílias do Brasil Cada ano que passa, os brasileiros que trabalham na Europa remetem mais dinheiro para o Brasil. Foram ? 577 milhões no ano passado e ? 509 milhões em 2005, segundo dados oficiais da Comissão Européia. Em 2006, as maiores somas de dinheiro vieram de Portugal,? 182 milhões, da Alemanha,? 131 milhões, e da Espanha,? 109 milhões. Da Inglaterra vieram ? 72 milhões.PÉ DE MEIA Saídas da Europa em 2006 Total: ? 20 bilhões Brasileiros: ? 577 milhões Latino-americanos: ? 2,8 bi Africanos: ? 7,6 bi"Se o império decidir invadir o Irã, o petróleo pode chegar a US$ 200"Hugo Chávez,presidente da VenezuelaPOOL DE PESOAndroid do Google reúne 30 empresasO Google não faz o Android sozinho. Além dele, a Telecom Italia, Telefonica, LG, Motorola e Samsung formam a Open Handset Alliance. O grupo reúne 30 empresas de tecnologia e comunicação móvel "para acelerar a inovação dos celulares e oferecer aos consumidores uma rica, barata e melhor experiência com telefonia móvel", ou, trocando em miúdos, fazer o Android. A primeira plataforma aberta para celular deve chegar ao mercado na segunda metade de 2008. Para atingir as metas a tempo, o Google oferece US$ 10 milhões aos desenvolvedores de aplicativos para o Android.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.