Breves

ENERGIAConselho pode decidir hoje venda da CespO Conselho Diretor do Programa Estadual de Desestatização (PED) se reúne hoje para discutir a venda da Cesp.Os membros do conselho vão analisar a modelagem e a avaliação feitas pelos bancos Fator e Citi. Segundo informações de mercado, o mais provável é uma proposta de venda integral da Cesp a investidores estratégicos. Seria uma maneira de obter um valor maior do que se a venda fosse pulverizada entre investidores na Bolsa. Hoje, o valor de mercado da Cesp está em torno de R$ 11 bilhões. Com o prêmio a ser pago pelo controle, seu valor pode chegar a R$ 15 bilhões. FIM DA HISTÓRIAVillares Metals de Sorocaba é fechada A indústria Villares Metals encerra no dia 31 as atividades em Sorocaba (SP) e põe fim a um ciclo industrial de 90 anos na cidade. A atual siderúrgica começou como uma pequena fábrica de enxadas da família Scarpa, em 1917. Parte das instalações está sendo transferida para Sumaré, na região de Campinas. Foram oferecidos incentivos para os funcionários que optaram pela transferência. Outros aceitaram trabalhar na siderúrgica do Grupo Gerdau, que controla a Villares, no município de Araçariguama (SP). Cem funcionários estão em processo de dispensa. As máquinas pararam na segunda-feira.NO LIMITE84,65% foi o nível de uso da capacidade instalada atingido pela indústria de máquinas e equipamentosno mês de novembro, segundo a Abimaq FUGA DO APAGÃOBNDES aprova mais R$ 3 bi para usinasO BNDES aprovou um financiamento de R$ 2,6 bilhões para a construção da Hidrelétrica de Estreito, na divisa do Tocantins e com o Maranhão. Aprovou também créditos para as usinas de Retiro Baixo (R$ 185 milhões) e de Passo de São João (R$ 183,3 milhões). O investimento total em Estreito será de R$ 3,607 bilhões. Essa usina vai produzir 1.087 Megawatts (MW). É a maior das 13 hidrelétricas incluídas no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) já aprovadas pelo banco. Retiro Baixo terá investimento total de R$ 293,4 milhões e potência de 82 MW. Passo de São João terá investimento total de R$ 282,5 milhões e potência de 77 MW. "Vamos chegar a um bom termo e teremos internet nas escolas até o fim de 2010"Hélio Costa, ministro das Comunicações, sobre aproveitar a estrutura da telefonia fixa e levar banda larga nas escolasNA PUBLICIDADEBrasil leva a melhor na lista da Adlatina Pelo quarto ano consecutivo, a agência brasileira AlmapBBDO, comandada por Marcello Serpa e José Luiz Madeira, é a primeira no ranking das mais premiadas em 2007, segundo o Top 25 Iberoamericano, o anuário elaborado e editado pela revista Adlatina. Na publicação, que será distribuída em fevereiro, há uma listagem detalhada com pontuação obtida por cada uma das agências da Argentina, Brasil, Espanha, Chile e México. Entre as melhores aparecem também outras três brasileiras: a F/Nazca Saatchi & Saatchi, em nono lugar; a DM9DDB, em 12ª; e a McCannErickson do Brasil, em 21ª

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.