BRF diz que vai avaliar estrutura da empresa antes de escolher novo presidente

Ex-Petrobrás, Pedro Parente integra o conselho de administração da companhia de alimentos que está em busca de um presidente global

Nayara Figueiredo, O Estado de S. Paulo

01 Junho 2018 | 17h00

A BRF evitou comentar a saída de Pedro Parente da Petrobrás. O executivo integra o conselho de administração da companhia de alimentos, que tem vago o cargo de diretor presidente global. Em nota, a BRF diz que continua avaliando a estrutura organizacional da empresa antes de escolher o nome para ocupar o cargo. "A companhia reforça o que foi comunicado anteriormente sobre a escolha de um novo CEO novo. Qualquer informação deste processo será reportada ao mercado e à imprensa", declarou.

No dia 11 de maio, a empresa enviou um comunicado aos acionistas dizendo que o cargo de CEO foi discutido na última reunião do Conselho de Administração, em 10 de maio, e que os participantes "entenderam que um assunto de tal relevância demanda uma reavaliação prévia da estrutura organizacional e operacional da companhia, a fim de definir o perfil adequado do profissional que deverá ocupar tal cargo".

++ Ações da BRF disparam com rumores de Parente assumir

Desta forma, o executivo Lorival Nogueira Luz Jr permanece na posição de diretor presidente global como interino até que a empresa inicie um processo seletivo oficial. Pedro Parente ocupa a presidência do Conselho de Administração da empresa e, segundo uma fonte próxima à direção da BRF, Parente já contribui para o andamento da companhia na posição em que se encontra.

Nesta semana, uma fonte informou ao Broadcast Agro, agência de notícia do Estado,  que diretores da BRF estariam concentrados na retomada operacional de diversas plantas que foram prejudicadas pela crise dos caminhoneiros e que em um segundo momento focaria na escolha do novo CEO.

++ Pedro Parente pede demissão do comando da Petrobrás; ações caem mais de 20%

A saída de Parente da Petrobras e possibilidade de troca para a BRF foi vista com bons olhos pelos acionistas da empresa de alimentos. Há pouco, a BRF ON era a maior alta do Ibovespa, ao subir 8,78%. No mesmo momento, o índice Ibovespa trabalhava em alta de 0,62%, aos 77.231 pontos.

Mais conteúdo sobre:
BRFPedro Parente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.