Bric promete US$80 bi ao FMI e quer aumento de cotas

Brasil, Rússia, Índia e China afirmaram nesta sexta-feira que querem dobrar as cotas gerais do Fundo Monetário Internacional (FMI) e prometeram dar 80 bilhões de dólares em novos recursos ao organismo.

REUTERS

04 de setembro de 2009 | 13h56

Em comunicado após encontro em Londres, onde também acontece uma reunião do G20, os países disseram: "Propomos que a próxima revisão de cotas possa ao menos dobrar o tamanho delas".

O grupo também apontou que o pior da crise global pode ter ficado para trás, mas é muito cedo para declarar o fim dela.

Para os países do Bric, o G20 deve continuar a implementar políticas anticíclicas de maneira coordenada.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROBRICCOMUNICADOATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.