Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Brics deve aprovar fundo em julho

A formação de um fundo de reservas de US$ 100 bilhões deverá ser aprovada em julho pelos líderes do Brics, numa reunião em Fortaleza, disse ontem o ministro da Fazenda, Guido Mantega. O encontro está marcado para logo depois da Copa do Mundo. O dinheiro poderá ser usado para socorrer qualquer membro do grupo com dificuldades de financiamento.

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2014 | 02h09

Para financiamentos acima de certo limite decidiu-se pedir a avaliação do FMI. Falta definir esse limite, mas deverá estar na faixa de US$ 25 bilhões a US$ 30 bilhões, explicou o ministro. "Não vamos jogar dinheiro fora. Precisamos ter segurança."

O Brasil, Rússia e Índia deverão contribuir com US$ 18 bilhões cada, a China, com US$ 41 bilhões, e a África do Sul, com US$ 5 bilhões. Aprovado pelos líderes, o acordo entrará em vigor depois da tramitação burocrática e institucional própria de cada país. Os ministros do Brics, que aproveitaram a reunião de primavera do FMI para se reunir, discutiram também a formação do banco dos Brics, destinado a financiar projetos de desenvolvimento, O capital será de US$ 50 bilhões. / R.K.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.