Briga de operadoras de celulares vai parar na polícia

A disputa no mercado de telefonia celular entre a Oi e a Claro virou caso de polícia. Segundo informações da Oi, empresa controlada pelo grupo Telemar, três lojistas especializados em telefonia celular estavam utilizando software pirata para descredenciar aparelhos da Oi para transformá-los em aparelhos da Claro e tiveram aparelhos apreendidos.De acordo com a empresa, a 59ª Delegacia de Polícia do Rio, localizada em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, fez busca e apreensão retendo aparelhos celulares e computadores dos lojistas. Eles estavam cobrando R$ 25,00 pelo desbloqueio e outros R$ 25,00 para credenciar o aparelho com os serviços da Claro.O delegado Ademir de Oliveira Silva disse que recebeu na semana passada uma denúncia da Oi, instaurou um inquérito e hoje fez a operação de busca e apreensão. O próximo passo será ouvir os lojistas, que não poderão ser presos em flagrante, já que ?o fato (o desbloqueio dos celulares) foi consumado em outra data?. Segundo ele, a Oi levantou a hipótese de que o desbloqueio pode estar sendo utilizado pelo crime organizado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.