REUTERS/Phil Noble
REUTERS/Phil Noble

Britânica Virgin Atlantic anuncia início de rota para o Brasil em 2020

Rota, que terá início em 2020, ligará Heathrow, maior aeroporto do Reino Unido a Guarulhos

Célia Froufe, correspondente, O Estado de S.Paulo

20 de março de 2019 | 09h33

LONDRES - A companhia aérea britânica Virgin Atlantic Airways voará pela primeira vez para a América do Sul a partir do ano que vem. Segundo comunicado divulgado nesta quarta-feira, 20, pela empresa, será uma rota diária, que ligará Heathrow, que é o maior aeroporto do Reino Unido, em Londres, ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo. No final deste mês, a escandinava Norwegian também iniciará voos de Londres para o País, mas tendo o Rio de Janeiro como destino.

A operação da Virgin Atlantic será feita por meio de uma aeronave Boeing 787 Dreamliner em um voo que levará 11 horas e 55 minutos. A previsão é a de oferecer tarifas para a classe econômica e também mais altas para lugares com mais conforto.

Conforme a companhia, o objetivo é que o novo serviço se capitalize com o rápido crescimento da economia brasileira. As vendas de passagem começarão ainda em 2019.

A empresa salientou que São Paulo é a capital comercial do País e uma das 20 principais cidades econômicas do mundo, sendo considerada a maior das Américas, depois de Nova York, para empresas multinacionais instalarem seus escritórios. A rota também pode se tornar um meio popular para cargas, de acordo com a Virgin, já que o País é o número um da América do Sul em importação e exportação. Os embarques poderiam incluir peças de automóveis, produtos farmacêuticos, alimentos e produtos agrícolas.

"2019 marca o início de uma nova fase de crescimento para a Virgin Atlantic, enquanto trabalhamos para nos tornarmos a empresa de viagens mais amada", disse o vice-presidente executivo comercial da Virgin Atlantic, Juha Jarvinen, no comunicado à imprensa. "São Paulo representa uma oportunidade incrível para o nosso negócio e estamos muito animados para voar para um novo continente pela primeira vez."

Na mesma nota, o ministro do Turismo brasileiro, Marcelo Álvaro Antônio, disse que o aumento da conectividade aérea é uma das prioridades do governo para tornar o Brasil mais competitivo no cenário global do turismo. "Este novo voo é uma grande conquista para o nosso País", considerou.

Turismo

Além de a companhia aérea britânica Virgin Atlantic Airways ter anunciado hoje que terá uma rota ligando Londres a São Paulo a partir do ano que vem, a Virgin Holidays, uma empresa do mesmo grupo especializada em lazer, também oferecerá serviços de turismo para o Brasil. A empresa pretende lançar pela primeira vez viagens no País, com destinos como o das Cataratas do Iguaçu e o da floresta amazônica, considerados "facilmente acessíveis" a partir de São Paulo. "Os turistas também podem se conectar a atrações icônicas, como o Rio de Janeiro e as belas praias de Santa Catarina", traz um comunicado da empresa divulgado hoje.

Sobre o potencial turístico brasileiro, o vice-presidente executivo comercial da Virgin Atlantic, Juha Jarvinen, destacou que São Paulo tem inúmeras instituições culturais, rica história arquitetônica e atua como porta de entrada para viagens de lazer dentro do resto do País e na região. "Esta é uma excelente oportunidade para a Virgin Holidays, que está trabalhando para assegurar uma série de parceiros auxiliares e diversas opções de acomodação para os clientes que buscam uma oferta de férias de serviço completo", afirmou na nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.