British Gas e British Petroleum avaliam atitude da Bolívia

As companhias de petróleo e gás natural British Gas Group e British Petroleum Plc irão estudar o impacto do decreto de nacionalização da indústria de gás e petróleo, informaram representantes das empresas. As ações de ambas companhias operam em alta, apesar da decisão. Às 7h48 (de Brasília), as ações da BG operavam em alta de 1,4% e as da BP ganhavam 1,5%. Um porta-voz do BG Group disse que o decreto acabou de ser feito e que a empresa estudará seus detalhes e potencial impacto.Segundo ele, "o ponto principal são os 180 dias de negociações para migração do contrato" para aplicação do decreto. "Veremos os detalhes e avaliaremos o impacto", disse um porta-voz da BP.Os ativos bolivianos da BG representam menos de 3% do total de suas reservas globais, equivalente a menos de 50 milhões de barris. Em 2004, a produção boliviana representou apenas 2% do total da produção do grupo. O porta-voz da BP disse que a companhia possui poucos ativos no país, com produção de 15 mil barris diários de petróleo de um total de 4 milhões de barris de petróleo ao dia.

Agencia Estado,

02 de maio de 2006 | 08h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.