Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Bugatti de R$ 820 mil é destruída em corrida de carros antigos

Modelo fabricado em 1924 fica totalmente destruído, mas corredor sai ileso e agora calcula o prejuízo

Economia & Negócios,

05 de junho de 2013 | 17h16

SÃO PAULO - A julgar pelas fotos, o entusiasta de carro de corrida Edmund Burgess deve agradecer a Deus a sorte de estar vivo depois de bater seu Bugatti fabricado em 1924. O problema foi o prejuízo: pela sua raridade, o carro está avaliado em US$ 385 mil, o equivalente a R$ 820 mil.

O corredor de 56 anos de idade estava competindo em uma corrida de carros antigos em Gloucestershire, no Sul da Inglaterra, no domingo, 2, quando os freios em seu clássico carro de corrida falharam. O carro começou a se inclinar em uma curva fechada até tombar contra um muro.

Surpreendentemente, apesar de danos e a ausência de equipamentos de proteção comuns nos carros modernos, o piloto conseguiu sair dos destroços vivo e ileso, segundo o jornal Corriere Della Sera. Ele sacodiu a poeira e caminhou até um bar nas proximidades para tomar uma cerveja com os amigos e calcular como vai recuperar o seu carro de coleção. 

A fábrica de automóveis Bugatti, fundada na França em 1909 pelo italiano Ettore Bugatti, é conhecida pelos seus modelos de alto desempenho. Os carros eram conhecidos por seu design e beleza, e também pelas suas muitas vitórias em competições de velocidade.

O modelo T35 de 1924 igual ao que chocou-se esta semana contra o muro na inglaterra é considerado um dos maiores vencedores entre os carros de corrida de todos os tempos, com um total de 1850 vitórias oficiais.

Tudo o que sabemos sobre:
Bugatticorridaacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.