Bunge e Embrapa firmam parceria para sustentabilidade

A Bunge Fertilizantes e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) assinaram hoje acordo de parceria para disseminar o sistema de integração e exploração mista da agricultura, pecuária e floresta. A Bunge doará 300 toneladas de fertilizantes ao ano, nos próximos três anos, e R$ 2,3 milhões à Embrapa. A empresa ficará responsável pela distribuição do material e aplicação dos recursos em serviços, capacitação técnica, pesquisa e divulgação do sistema.De acordo com o presidente da Bunge, Mario Barbosa, os principais objetivos do projeto são proporcionar aumento de produtividade e redução de custos ao produtor rural e trabalhar a agricultura sustentável no País. "É um projeto ambicioso. Esperamos levar conhecimento a produtores em 30% dos 180 milhões de hectares de pastagem do Brasil. Isso significa falar entre 70 mil e 80 mil agricultores, num horizonte de cinco a dez anos", afirmou Barbosa. De acordo com especialistas da Bunge e Embrapa, os sistemas mistos de produção (grãos, fibras ou energia e pastagens) incluem espécies florestais que permitem a exploração do solo de forma mais produtiva e com retorno econômico mais eficiente. Isso porque o sistema de integração lavoura-pecuária-floresta melhora a fertilidade do solo por meio do processo de rotação lavoura-pastagem. Os produtores podem aproveitar melhor os insumos e, com isso, melhorar sua rentabilidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.