Bush anuncia pacote de US$ 145 bi para impulsionar economia

Entre medidas estão cortes e incentivos; anúncio não afasta temores de recessão.

Da BBC Brasil, BBC

18 de janeiro de 2008 | 18h35

O presidente americano, George W. Bush, anunciou nesta sexta-feira um pacote de medidas para tentar evitar uma recessão e impulsionar a economia americana.Bush disse que para "impulsionar o crescimento no futuro, um pacote especial com ênfase em incentivos fiscais para os negócios e cortes de impostos para os americanos deve ser posto em prática".O presidente americano ainda disse que o pacote teria de ser grande o suficiente para surtir um efeito "na grande e dinâmica" economia americana.Bush disse ter encaminhado as propostas para o Congresso. O pacote, segundo previsão do presidente, representará cerca de 1% do PIB americano.Assessores da Casa Branca disseram que 1% do PIB dos Estados Unidos equivale a cerca de US$ 145 bilhões. Bush afirmou que o pacote deve funcionar como "uma injeção para manter saudável uma economia fundamentalmente forte"."Para manter nossa economia caminhando e criando empregos, o Congresso e nosso governo precisam trabalhar juntos para executar um pacote de crescimento econômico o mais rápido possível", disse.Bush acrescentou que espera que a economia continue crescendo, mas a um ritmo mais lento do que em anos anteriores.DecepçãoAntes do anúncio de Bush, os mercados internacionais tinham registrado alta devido à uma expectativa otimista de investidores do plano americano.O aguardado anúncio do presidente americano, entretanto, não afastou os temores de uma recessão. As ações em Wll Street registraram uma queda acentuada logo após o anúncio, com investidores afirmando que o pacote não seria suficiente para evitar uma desaceleração maior da economia e uma eventual retração do PIB americano."À primeira vista parece que a notícia é pouco menos dramática do que as pessoas esperavam", disse Peter Kenny, diretor-gerente da consultoria Knight Equity Markets.RiscosA crise no mercado imobiliário americano e problemas nos mercados financeiros globais aumentaram os temores de uma desaceleração econômica grave, com vários analistas citando o risco de recessão.O governo Bush já tinha anunciado medidas para ajudar proprietários de imóveis que estão tendo dificuldades para pagar seus financiamentos.Incentivos fiscais para negócios poderiam ajudar empresários a fazerem novos investimentos e criarem novos empregos. "Deixar que os americanos poupem mais deve aumentar seu poder de consumo", acrescentou Bush.Falando logo depois de Bush, o secretário do Tesouro americano Henry Paulson afirmou que não tomar medidas para estimular a economia significaria um risco muito alto para o país.Paulson não especificou quais seriam as medidas do pacote de emergência antes de falar com os líderes do Congresso, mas afirmou que uma "parte importante" se refere aos consumidores comuns."Trabalhamos muito. Existe um forte apoio bipartidário", disse.Paulson afirmou que o pacote de estímulo à economia pode criar 500 mil novos empregos em 2008.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.