Bush concluiu que estímulo econômico é necessário

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, concluiu que a economia do país precisa de um estímulo de curto prazo, afirmou o porta-voz da Casa Branca Tony Fratto. "O presidente acredita de fato que é necessário algum estímulo para lidar no curto prazo com este enfraquecimento na economia", disse Fratto. Bush deve falar aos líderes dos dois partidos no Congresso em teleconferência às 16h35 (de Brasília) para discutir idéias para estimular a economia. Fratto disse que se trata de uma "consulta", mais do que uma sessão de negociação. Fratto não discutiu os componentes de qualquer potencial pacote de estímulo e sobretudo se a Casa Branca insistirá em tornar os cortes de impostos de Bush permanentes, como parte do plano. Ele disse que a manutenção dos cortes de impostos é "uma parte muito importante de nossa política econômica", mas admitiu que qualquer impacto de curto prazo dessa manutenção seria potencialmente marginal. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.