Bush congratula Kirchner por acordo com FMI

O presidente dos EUA, George W. Bush, ligou para o presidente da Argentina, Nestor Kirchner, para congratulá-lo pelo fechamento do acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), segundo informaram fontes do governo argentino. Segundo essas fontes, a conversa durou 20 minutos. "O presidente Bush disse a Kirchner que ficou feliz pelo destravamento das negociações com o FMI, ao mesmo tempo em que manifestou o desejo de visitar a Argentina e, particularmente, a República de Santa Cruz", informa o comunicado. Kirchner é natural da Província de Santa Cruz. O telefonema sucedeu uma ligação do secretário do Tesouro dos EUA, John Snow, que declarou que o acordo deveria conter "as bases para o crescimento sustentável e para a melhora dos padrões do país". Os EUA, principal financiador do FMI, foi um forte defensor de um acordo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.