Bush dará detalhes do pacote de estímulo amanhã

O presidente dos EUA, George W. Bush, vai dar detalhes de seu plano para estimular a economia norte-americana amanhã, informou a Casa Branca. Bush, que discutiu idéias de estímulo com líderes do Congresso esta tarde, vai defender medidas "temporárias e efetivas" para impulsionar a economia, disse o porta-voz da Casa Branca Tony Fratto. Ele disse que é muito cedo para discutir elementos específicos do plano do governo. Fratto acrescentou que Bush apresentará o que vê como os princípios de um pacote de estímulo efetivo, assim como alguns tipos de medidas políticas que quer que sejam implementadas. Ele não disse se Bush aceitou deixar de fora do pacote de estímulo a transformação em permanentes de seus cortes de impostos de 2001 e 2003. Bush discutirá o estímulo na Casa Branca amanhã de manhã e depois visita uma empresa em Frederick, Maryland. Segundo a edição online do Wall Street Journal, Bush cedeu aos democratas e concordou em adiar a campanha para tornar permanentes os cortes de impostos para depois que ele e o Congresso tenham negociado um pacote de emergência para a economia. Citando uma fonte republicana próxima às deliberações internas da Casa Branca, o Journal afirma que a decisão de Bush remove um obstáculo ao plano.Segundo o Journal, fontes próximas ao pensamento da Casa Branca disseram que um importante ponto defendido por Bush para o pacote de estímulo é uma restituição de US$ 500 em impostos por pessoa e um incentivo fiscal permitindo que as empresas eliminem entre 30% e 50% do custo de novos equipamentos. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.