Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Bush diz não estar pronto para anunciar ajuda a montadoras

Segundo presidente dos EUA, momento agora é de trabalhar com as partes interessadas para avançar

Efe,

15 de dezembro de 2008 | 08h09

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, afirmou nesta segunda-feira, 15, que seu governo não está pronto para anunciar um plano de resgate para General Motors, Chrysler e Ford, conhecidas como "As Três Grandes de Detroit", apesar da grave crise que o setor enfrenta. Veja também:Montadoras ainda aguardam decisão sobre ajudaDesemprego, a terceira fase da crise financeira globalDe olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise   A Casa Branca está sob enormes pressões dos Democratas, das três principais fabricantes de automóveis e dos trabalhadores do setor para desembolsar um empréstimo de US$ 14 bilhões, depois que a tentativa fracassasse no Senado. "Ainda não estamos prontos para anunciar" uma ajuda da Casa Branca, disse Bush, em declarações feitas em Bagdá e divulgadas nesta segunda pela Casa Branca. O líder americano reconheceu que a recessão gerou grande preocupação com os "momentos difíceis" que atravessa a economia, nos quais o povo está angustiado com seus trabalhos e com o valor de suas pensões. Bush assinalou que uma "abrupta quebra" das empresas automobilísticas "seria devastadora", e por isso a Casa Branca tentou trabalhar com o Congresso para não criar uma "cratera" na economia. "Estamos agora no processo de trabalhar com as partes interessadas sobre como avançar" neste assunto, manifestou Bush. Perguntado sobre quanto tempo poderia levar até que fosse feito o anúncio, Bush disse que "não será um processo longo" devido à fragilidade das montadoras. Bush voltou a dar "sinais" sobre a "possibilidade" de que a Casa Branca, tal como sempre exigiu a maioria democrata do Congresso, utilize, para ajudar às montadoras, fundos do plano de resgate de US$ 700 bilhões aprovado para Wall Street.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.