Bush diz que confia na equipe econômica

Pouco mais de 12 horas depois do presidente da Securities and Exchange Commission (SEC, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA) Harvey Pitt ter renunciado após muitas críticas, o porta-voz da Casa Branca Ari Fleischer disse que o presidente George W. Bush mantém a confiança na equipe econômica. Na semana passada, uma porta-voz da Casa Branca havia feito a mesma afirmação sobre Pitt. "O presidente sabe que tem uma equipe muito forte e sabe que recebe conselhos muito bons de cada um e de todos os membros de sua equipe econômica", disse Fleischer.O porta-voz defendeu a equipe econômica dizendo que o país vem registrando este ano um crescimento médio de 3%, que a inflação está sob controle e que as taxas de juro estão baixas. Ele disse que quando Bush assumiu a presidência, o país estava em recessão.Pressionado sobre se haveria mais mudança na equipe econômica, Fleischer foi prudente. "Você sabe, posso apenas responder sobre como o presidente vê sua equipe. Você sabe, a Casa Branca tem uma política de longa data de não especular sobre qualquer mudança de pessoal, e eu não vou fazer isso", disse.Depois de Pitt ter renunciado tão rápido após a Casa Branca tê-lo apoiado publicamente, um repórter perguntou a Fleischer se os jornalistas deveriam interpretar a declaração de que o presidente tem confiança em sua equipe econômica como "o beijo da morte". Fleischer respondeu que não era isso.O Wall Street Journal noticiou hoje que tanto Pitt como o consultor econômico de Bush na Casa Branca, Lawrence Lindsey, provavelmente, deixariam os cargos em breve.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.