Bush diz que EUA estão prontos para ajudar Argentina

Durante discurso feito na Organização dos Estados Americanos (OEA), transmitido ao vivo pela Globo News, o presidente norte-americano, George Bush, pediu o apoio contra o terrorismo e protecionismo. Ele disse estar "preocupado" com a situação Argentina e afirmou que os Estados Unidos estão preparados para ajudar o país aliado, desde que a Argentina se comprometa com um "plano econômico sólido e sustentável". Bush prometeu a ajuda, por meio das entidades financeiras internacionais, mas aproveitou para pedir da Argentina um "compromisso com as reformas de mercado" e com a formação da Alca.O presidente norte-americano afirmou que, ao mesmo tempo em que está trabalhando para definir as negociações da Alca até janeiro de 2005, os Estados Unidos negociam acordos bilaterais com o Chile e com os países da América Central. George Bush admitiu que todas essas negociações, porém, ainda dependem da concessão da Autoridade de Promoção Comercial, o Fast Track. "É necessário que o Senado aprove essa medida comercial para que possamos usá-la em benefício do país e dos nossos aliados", destacou o presidente americano."Compartilhamos uma aliança de nações prósperas, fortes, que vivem e fazem comércio em liberdade. Juntos vamos defender essa visão contra o crime e a violência, contra o crime e o protecionismo.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.