Bush não traz novidades e mercado reage mal

Bovespa operava em alta e, após o anúncio, recua, seguindo bolsas americanas

Agência Estado e Reuters,

18 de janeiro de 2008 | 14h52

O pronunciamento do presidente George W. Bush sobre o pacote de ajuda financeira não agradou os investidores. Como ele não deu detalhes sobre o que vai ser feito e apenas repetiu o que já havia afirmado o presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, o Dow Jones passou a cair e logo foi acompanhado pela Bovespa.   Às 14h46, Ibovespa operava na mínima, em baixa de 0,12%, aos 56.969,2 pontos. O Dow Jones, no mesmo horário, caía 0,42%, o S&P, -0,87%, e o Nasdaq, -0,23%.   O presidente Bush planeja pedir um pacote de estímulo econômico equivalente a cerca de 1%  do Produto Interno Bruto (PIB) americano - US$ 145 bilhões.   De acordo com um documento da Casa Branca obtido pela Reuters, que circulava entre parlamentares, também pede que o plano se concentre em cortes tributários para indivíduos e empresas, em vez de se basear em aumento dos gastos federais. "O presidente acredita que um pacote de crescimento é necessário para ajudar a evitar que os ajustes de mercado afetem a saúde da economia neste ano", traz o documento.

Mais conteúdo sobre:
MACROEUAPACOTE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.