Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bush negocia ajuda para montadoras com Congresso

A Casa Branca informou hoje que mantém "discussões construtivas" com congressistas de ambos os partidos sobre um pacote de ajuda do governo às montadoras. O avanço no processo veio após a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, ceder para o presidente George W. Bush num ponto-chave: permitir que a ajuda venha do programa de US$ 25 bilhões criado para incentivar a produção de veículos de menor impacto sobre o meio ambiente. A secretária de imprensa da Casa Branca, Dana Perino, disse que isso era crucial para qualquer acordo, juntamente com a exigência de que as montadoras aceitem condições duras e os contribuintes sejam protegidos. "Não se deve pedir aos contribuintes que concedam ajuda financeira às montadoras sem uma forte probabilidade de que eles recebam o dinheiro de volta", disse Perino em comunicado. Segundo ela, a Casa Branca disse que vai estudar a legislação na próxima semana para dar "assistência limitada e de curto prazo" para o setor automobilístico norte-americano enquanto este passa por uma "importante reestruturação". A legislação que está sendo desenvolvida neste final de semana vai dar fôlego à General Motors, Ford e Chrysler, ao mesmo tempo em que atenderá às demandas de muitos parlamentares céticos de que o Congresso evitará dar um cheque em branco para o setor. Representantes dos dois partidos disseram que o projeto incluirá a criação de um grupo supervisor que irá assegurar que os recursos serão usados apropriadamente.

AE-AP, Agencia Estado

06 de dezembro de 2008 | 15h46

Tudo o que sabemos sobre:
crise financeiraEUAmontadoras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.