carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Bush pede mais agressividade do Congresso para ajudar EUA

'São tempos difíceis para a nossa economia', diz presidente norte-americano em discurso sobre o tema

Associated Press,

29 de abril de 2008 | 12h36

O presidente norte-americano George W. Bush afirmou nesta terça-feira, 29, que o Congresso está bloqueando suas propostas para lidar com os altos preços da gasolina e criando resistência em outras questões para ajudar na desaceleração da economia dos Estados Unidos.  Veja também:Norte-americanos entram na 'dieta da recessão' e cortam gastosCronologia da crise financeira  Entenda a crise nos Estados Unidos   Ele afirmou que está aberto a qualquer idéia em termos de energia, incluindo uma proposta apoiada pelos candidatos à Presidência John McCain e Hillary Clinton para suspender os impostos sobre a gasolina e o diesel durante este verão (inverno no Brasil). Bush disse, porém, que prefere soluções a longo prazo, como encorajar a produção de mais petróleo nos Estados Unidos e construir novas refinarias.  "São tempos difíceis para a nossa economia", disse Bush durante discurso na Casa Branca. "Ao redor de nosso país, muitos americanos estão compreensivelmente ansiosos sobre questões que afetam seus orçamentos, desde os preços da gasolina e alimentos até hipotecas e despesas com educação. Eles estão buscando seus líderes eleitos no Congresso para que façam alguma coisa." "Infelizmente, em muitas dessas questões, tudo o que eles estão conseguindo é atraso", disse. Bush foi questionado sobre uma proposta do candidato republicano McCain, mais tarde apoiada pela democrata Hillary, para eliminar os impostos sobre a gasolina e o diesel nos próximos meses. A tributação é de 18,4 centavos por galão (3,8 litros) de gasolina e de 24,4 centavos sobre o diesel. "Estou aberto a quaisquer idéias e vamos analisar tudo o que surgiu", disse. Mas ele afirmou que não quer se envolver na corrida presidencial. Dos três candidatos, o único que não apoiou a id[eia da suspensão foi o democrata Barack Obama. O preço médio de um galão de gasolina atingiu US$ 3,60 nos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.