Bush reafirma que fundamentos da economia são sólidos

Em discurso, presidente pede que Congresso aprove com urgência medidas de ajuda a agências hipotecárias

Patrícia Fortunato, da Agência Estado, e Efe,

15 de julho de 2008 | 12h15

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, afirmou nesta terça-feira, 15, que "os fundamentos da economia americana são sólidos", apesar das dificuldades enfrentadas por setores como o hipotecário. Veja também:Economia dos EUA ainda enfrenta várias dificuldades, diz FedEntenda os efeitos da crise nos Estados Unidos Cronologia da crise financeira As grandes crises econômicas  Ele clamou que o Congresso aja com "urgência" para aprovar as medidas de ajuda às financiadoras de hipoteca Fannie Mae e Freddie Mac propostas pelo secretário de Tesouro, Henry Paulson, no domingo. Bush disse a repórteres, na Casa Branca, que pediu que os congressistas incluam as medidas de ajuda às financiadoras de hipoteca à legislação imobiliária aprovada na semana passada. "Espero que ajam rapidamente", afirmou o presidente.  Ele também declarou que o governo não vai assumir o controle das duas companhias e disse não acreditar que o governo tenha que resgatar o papel de resgatar empresas privadas. "Queremos garantir que elas continuem sendo companhias que pertencem aos acionistas", disse.

Mais conteúdo sobre:
Crise nos EUAGeorge W. Bush

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.